A Daminha e o Pagem

A minha daminha estava vestindo Catarina Noivas.
Ela estava usando um vestido em organza brilhosa com alguns pequenos detalhes em cristal, com alcinhas o vestidinho era todo branquinho, lindo!
O pagem estava usando um meio fraque igual ao que o noivo estava usando e os dois foram alugados na Sathler Noivas.

Para contato ligue:
Catarina Noivas: (27) 3222 7293
Sathler Noivas: (27) 3345 2100

Published in: on março 24, 2010 at 10:26 am  Deixe um comentário  
Tags: , ,

O Bolo e o Bem Casado

O meu bolo e bem casados foram feitos pela Abla Bolos e Bem Casados.
Foram quatro andares só de bolo, sem maquetes.

Para entrar em contato ligue: (27) 3339 3296 ou (27) 9257 8663.

Um beijão!
Dani McDani

Published in: on março 24, 2010 at 10:19 am  Deixe um comentário  
Tags: ,

A Decoração

A decoração ficou por conta da Lessa’s Decorações.
Elas arrebentaram ficou lindo tinha até uma árvore de maçãs dentro do salão! Amei! Tinha muitas velas e rosas em tons pastéis desde o rosa chá até o pastel clarinho.

Meu buquê foi em rosas e brotos de rosas rosa bebê, pastel e o caule foi envolto de um cetim no tom de chá.

Para entrar em contato ligue (27) 3325 7958.

Um beijão!

Dani McDani

Published in: on março 24, 2010 at 10:13 am  Deixe um comentário  
Tags: ,

O Vestido

Meu vestido foi um vestido americano e foi uma repaginada do look de princesa.
Um pouco mais moderno, a saia era formada de faixas de organza fosca off white de cortes desiguais. A organza sendo fosca o brilho ficou somente no espartilho (e ai entra a “regrinha do equilibrio”, brilho em cima e fosco em baixo). O espartilho era completamente cheio de bolinhas de cristal swarovski e tomara que caia.

O vestido foi alugado na Sathler Noivas que fica na Av. Rio Branco 507, Vitoria, ES e o telefone de contato é o (27) 3345 2100.
O véu e a coroa também são desta loja.

Para quem é de Vitória, na minha opnião foi a loja que me atendeu melhor, com vestidos mais bonitos (são todos lindos é difícil de escolher) e melhor preço também. E a empresa oferece serviços de fotografia e de Dia da Noiva, vale a pena dar uma olhadinha.

Um beijão!
Dani McDani

Published in: on março 24, 2010 at 10:04 am  Deixe um comentário  
Tags: ,

A bênção do Casamento

Ei minhas queridas leitoras,

Gostaria de dividir com vocês uma coisa que veio para complementar a minha vida e tem me feito viver uns dos melhores dias da minha vida: O Casamento!
Eu casei em janeiro deste ano e tenho vivido dias maravilhosos, então gostaria de dividir um pouquinho disso com vocês.
O casamento aconteceu no salão Octogonal da Praça Maior no Sesc de Praia Formosa no Espírito Santo.

Contei com trabalho de alguns fornecedores muito bons de Vitória, ES e de Belo Horizonte, MG.
Vou fazer uma sequencia de posts mostrando cada detalhe do casamento com os contatos de cada fornecedor.
Não perca.

Um beijão!
Dani McDani

Published in: on março 24, 2010 at 9:29 am  Comments (1)  
Tags:

O Poder de Deus

“Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.”1 Samuel 17:45

Quando lí esta passagem hoje não pude deixar de postá-la para vocês!
É um versículo só, mas é muito precioso!
Na passagem acima nós podemos ver como Davi confiou no Senhor e como Deus é poderoso!
Davi não precisou de nada além da presença de Deus na vida dele. Isso foi o suficiente para que Davi fosse para a guerra. A fé de Davi e o poder de Deus!

Quer vivamos, quer morramos, estaremos seguros na presença do Senhor Jesus!

Fiquem na paz.

Dani McDani

Published in: on março 24, 2010 at 9:19 am  Deixe um comentário  
Tags:

Dica preciosa

Para quem é de Vitória, ES vai a dica de um salão muito muito bom!
É o Lobão, fica no Shopping Jardins em Jardim da Penha, no segundo piso.
Eu sou super fã das luzes que ele faz, são lindas, mas além das luzes tem a escova (que é ótema), os penteados entre outros procedimentos.

Além do trabalho dele ser muito bom ele conta com uma equipe de primeiríssima que são Rogério, Lívia (maquiagem) e o sobrinho dele que em breve vai ser um ótimo hairstylist também!
Pode ir que você não vai se arrepender!
Ele cuida do meu cabelo e eu não troco mais de salão!
Um beijão a todas!
Dani McDani

Published in: on março 24, 2010 at 9:09 am  Deixe um comentário  
Tags:

Mulheres Virtuosas

“Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.
O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo.
Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida.
Busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos.
Como o navio mercante, ela traz de longe o seu pão.
Levanta-se, mesmo à noite, para dar de comer aos da casa, e distribuir a tarefa das servas.
Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos.
Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.
Vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite.
Estende as suas mãos ao fuso, e suas mãos pegam na roca.
Abre a sua mão ao pobre, e estende as suas mãos ao necessitado.
Não teme a neve na sua casa, porque toda a sua família está vestida de escarlata.
Faz para si cobertas de tapeçaria; seu vestido é de seda e de púrpura.
Seu marido é conhecido nas portas, e assenta-se entre os anciãos da terra.
Faz panos de linho fino e vende-os, e entrega cintos aos mercadores.
A força e a honra são seu vestido, e se alegrará com o dia futuro.
Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua.
Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça.
Levantam-se seus filhos e chamam-na bem-aventurada; seu marido também, e ele a louva.
Muitas filhas têm procedido virtuosamente, mas tu és, de todas, a mais excelente!
Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa sim será louvada.
Dai-lhe do fruto das suas mãos, e deixe o seu próprio trabalho louvá-la nas portas.” Provérbios 31:10-31

Published in: on março 23, 2010 at 3:24 pm  Deixe um comentário  
Tags:

Filhos de Deus!

“Vede quão grande caridade nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus!” – 1 João 3:1

…teremos sempre o Senhor, que é nosso Pai que está no céu, e Ele cuida de nós e nós confiamos nEle. Toda nossa vida foi entregue a Ele.

Published in: on março 23, 2010 at 2:20 pm  Deixe um comentário  
Tags: ,

Uma forma doce de demostrar amor

Li uma reportagem muito emocionante no site LeiteCondensado.com e resolvi compartilhar alguns trechos com vocês.

“…Na verdade, foi da tradição portuguesa que herdamos essa preferência pelo doce. O índio e o africano pouco contribuíram para a arte da doçaria no Brasil. Pelo que se sabe, um e outro não traziam, em sua cultura, o hábito do consumo de doces. Já não se dava o mesmo com os portugueses, que amavam doces bem doces, influência da cultura árabe. Da Ilha da Madeira troxeram para cá a cana-de-açucar, acolhida com prazer por nossa terra tropical. Bom motivo para jovem nação crescer amando os doces.
Na fazenda do nordeste açucareiro as iguarias doces se enriqueciam com os futuros da terra, ganhando novos temperos e perfumes, pela mãos habilidosas das cozinheiras.
Enquanto isso, outros doces produziam-se em segredo no silêncio dos coventos. As monjas portuguesas trouxeram para estas remotas paragens a secular herança de sua terra natal e, com os produtos da terra, reinventaram insuspeitados requintes.
Depois, em algum momento perdido na história, essas duas vertentes se cruzaram. A culinária doce passou a fazer parte da vida das senhoras da casa colonial, criando a expressão para seus sentimentos e sua arte.
No início do século passado oferecer doces como presente já era uma tradição: as senhoras entravam na cozinha para confeccionar deliciosos e delicados presentes envoltos em clima secreto de misteriosas receitas passadas de mãe pra filha, aprendizado indispensável de vida.
Donzelas e jovens senhoras embalavam em papel delicadamente recortado os apetitosos docinhos que suas mãos elaboravam. Assim a mulher se expressava, assim ela se integrava na vida social. Levava o calor de sua cozinha e o carinho de suas mãos para a família, os amigos, os parentes, um eventual namorado. Tomava forma a linguagem do doce, cheia de significados e sentimentos. Mesmo nas cidades grandes, era um requintado dever de cordialidade enviar às amigas mais queridas uma bandeja forrada de doce, de preferência acomodados em finas porcelanas. E não deixava de ser uma excelente oportunidade para exibir os dotes culinários tão intensamente cultivados.
Preparados pela dona-de-casa, o doce devia sempre ser feito em casa.
Quase como um ritual secreto cada doce levava em sua receita uma marca especial passada de geração em geração.”

Published in: on março 23, 2010 at 11:38 am  Deixe um comentário  
Tags: